CORINTHIANS EMPATA EM CASA COM RACING DA ARGENTINA EM 1 A 1 E SE COMPLICA NA SULAMERICANA CONFIRA.

CORINTHIANS EMPATA EM CASA COM RACING DA ARGENTINA EM 1 A 1 E SE COMPLICA NA SULAMERICA CONFIRA.

Gustagol resolve, mas não é suficiente enquanto Corinthians não reorganizar defesa.


Atacante, de novo, salva Timão da derrota e mantém equipe com chances na Sul-Americana; defesa, mérito de Carille há dois anos, precisa mostrar mais em clássico no domingo.


Desde o primeiro dia de trabalho de Fábio Carille em sua primeira passagem como técnico do Corinthians, há dois anos, sabia-se que o sistema defensivo seria prioridade e que, a partir dali, o time teria evolução – os títulos (Brasileiro de 2017 e Paulistas de 2017 e 18) mostram que a base foi sólida e o trabalho fluiu bem.

Em 2019, Carille voltou ao Corinthians com desafio parecido, mas sem as mesmas peças. O resultado, até o momento é diferente: a defesa se reorganiza aos poucos e precisa de melhora, e a única solução está no ataque, com Gustagol.


Herói no empate por 1 a 1 com o Racing, nesta quinta-feira, em Itaquera, Gustagol manteve vivo o sonho do Corinthians em se classificar à segunda fase da Copa Sul-Americana – diante do adversário mais duro possível nesta primeira etapa no torneio.

Os números abaixo mostram que, hoje, o Timão depende quase que exclusivamente dele para chegar ao gol.

O centroavante, agora, tem seis dos oito gols marcados pelo time no ano;
Além disso, só não participou de um gol corintiano na temporada – de Henrique, contra o São Caetano;


Diante do Racing, foi quem mais finalizou: 5 das 12 tentativas do Corinthians, de acordo com o Footstats;


A presença dele perto do gol também faz o Corinthians usar os cruzamentos como “muleta”: foram 27 bolas lançadas na área (oito certas), contra apenas 13 do Racing (dados do Footstats).


O gol marcado por Gustavo dá relativa tranquilidade ao Corinthians, mas não esconde os problemas defensivos às vésperas de novos jogos importantes: além do duelo de volta contra o Racing, dia 27, em Avellaneda, o Timão tem um clássico neste domingo contra o conturbado São Paulo, em Itaquera, pelo Campeonato Paulista.


Ainda que o rival tricolor tenha sido eliminado para o Talleres na Copa Libertadores e tenha anunciado trocas no comando – sai André Jardine, entra Cuca (daqui a dois meses) e fica Vagner Mancini (por enquanto) – a defesa corintiana se mostra um convite à reação adversária.


Manoel e Henrique, ambos lentos, vão quase sempre perder se deixados em disputas diretas com atacantes. O primeiro foi facilmente driblado por Andrés Ríos no gol do Racing, e o segundo, mais técnico, não tem se acertado com o novo companheiro.

Carille, em entrevista coletiva após a partida, bancou a dupla de zaga e saiu em defesa dela:

– Hoje é a dupla que vou trabalhar, estou trabalhando, fora esse lance foram firmes, foram de imposição contra um time chato e preparado para contra-ataque, ainda mais quando a gente ficou atrás no placar.

Nas laterais, Fagner continua sendo um porto seguro (e com bons avanços ao ataque), enquanto o garoto Carlos Augusto, recém-chegado da Seleção Sub-20, fez o “feijão com arroz” em seu primeiro jogo pelo Timão no ano.

Mais à frente, Ralf é quem tenta limpar a entrada da área, mas, sozinho, tem a tarefa dificultada.

Quando o Corinthians se arrumou momentaneamente no jogo, num 4-2-3-1, Ramiro o ajudou (ainda que o volante esteja em adaptação), e o time ficou um pouco mais protegido.


Só aí, com a cozinha arrumada, é que o Corinthians começou a mostrar sinais de evolução no setor ofensivo: triangulações, tabelas, entendimento maior entre as peças. Vagner Love correu muito, tentou chegar perto de Gustagol, e deixou o jogo por cansaço.

Clayson, Pedrinho e Sergio Díaz, que entraram no segundo tempo, tinham o mesmo objetivo: quebrar a marcação do Racing, às vezes com linha de cinco jogadores, na base do drible e do passe curto.

Ainda há muitos erros nesses passes, que tendem a diminuir com o tempo de trabalho e entrosamento.

O empate chegou só com Gustagol, mais uma vez. Ao menos na finalização das jogadas, o Corinthians já tem sua solução. O desafio de Carille é acelerar a construção do time em meio a jogos “grandes”.

FLAMENGO COM REFORÇO DE 100 MILHÕES PERDE PARA O FLUMINENSE VEJA COMO FOI.

FLAMENGO COM REFORÇO DE 100 MILHÕES PERDE PARA O FLUMINENSE VEJA COMO FOI.



Não adianta ter um elenco de 100 Milhões de Reais e quando entra em campo senta do resultado e acaba perde por 1 a 0 as 47 minutos do Segundo Tempo.
O Flamengo mais uma vez quando tem o Maracanã lotado consegue fazer vergonha.E diante do Fluminense nessa quinta feira não foi diferente.
Perdeu com o Time titular que ao Meu Ver não vai conquistar nada em 2019.A única bola que foi na direção do Gol foi aos 47 minutos do Segundo Tempo.


Teve de tudo Arrascaeta tentando enfeita uma jogada perdendo a bola dando passe ao adversário , falha de marcação dos volantes e o Zagueiro Rodrigo Caio Falhando contra o Luciano do Fluminense a Hora do gol.
Abel Braga mais uma vez ficou perdido tentando justifica mais um fracasso do Time Carioca no Seu comando .


Esse foi o primeiro de Vários fracassos que vem por ai.


CONFIRA COMO FOI O JOGO QUE DEU A VAGA NA FINAL AO FLUMINENSE QUE NÃO SE ESCONDEU NO JOGO.


Luciano marca no fim, Fluminense bate o Flamengo e encara o Vasco na decisão.


Em jogo marcado por homenagens aos dez jovens que morreram no incêndio no Ninho do Urubu, Tricolor controla as ações e é premiado com gol da vitória aos 47 minutos do segundo tempo


E O TRICOLOR TÁ NA FINAL!


Foi com emoção, quase no último minuto. Em um jogo em que foi quase sempre superior ao rival, o Fluminense foi fiel ao estilo de jogo do técnico Fernando Diniz para vencer o Flamengo por 1 a 0 e garantir sua vaga na final da Taça Guanabara.


Luciano decidiu o jogo aos 47 minutos do segundo tempo em bonita jogada após erro de Arrascaeta e colocou o Tricolor na decisão do próximo domingo contra o Vasco.


90 minutos


De um lado, um time modesto e bem organizado. Do outro, um elenco milionário que não fez valer a sua qualidade.


Apesar das diferenças, o Fluminense controlou as ações do Fla-Flu desta quarta-feira durante quase todos os 90 minutos.


Ao melhor estilo Fernando Diniz, o Tricolor priorizou o toque de bola, chamou o rival para seu campo e ganhou espaço quando acertou as saídas de bola. Faltou acertar o último passe para levar mais perigo ao gol de Diego Alves.


Já o Rubro-Negro, quando recuperou essa posse, não soube ser efetivo. Bruno Henrique perdeu boa chance na área e Rhodolfo parou no xará Rodolfo em bonita cabeçada no primeiro tempo.


Na etapa final, o Flu se abriu mais e ainda assim o Fla pecou. Chegou a desperdiçar um contra-ataque de quatro contra dois.


Ao Tricolor, além da organização, ficou a lição de não desistir. A equipe de Fernando Diniz lutou até o último minuto e foi premiada com o gol de Luciano para fazer justiça no placar.


HOMENAGENS


A partida ficou marcada por diversas homenagens aos dez jovens das categorias de base que faleceram no incêndio do Ninho do Urubu. Com direito a bolas brancas, vídeo especial e música. Aos dez minutos, a torcida rubro-negra fez barulho. Um dos sobreviventes, Cauan Emanuel viu o jogo em um camarote.



FLUMINENSE APÓS VITÓRIA ATACANTE TIRA ONDA COM A TORCIDA DO FLAMENGO CONFIRA.

FLUMINENSE APÓS VITÓRIA ATACANTE TIRA ONDA COM A TORCIDA DO FLAMENGO CONFIRA.

Luciano festeja gol da vitória do Fluminense e manda recado: “Futebol se ganha 11 contra 11”

Atacante tricolor minimiza investimento do rival após classificação tricolor para a final da Taça Guanabara no Maracanã: “Hoje a gente deixou bem claro”
Após o gol que garantiu da vitória sobre o Flamengo que garantiu o Fluminense na final da Taça Guanabara contra o Vasco, o atacante Luciano relembrou de um recado que tinha dado em uma entrevista recente sobre o fato de todos considerarem o Rubro-Negro favorito. Ao comentar a vitória, agradeceu à torcida, disse que o trabalho sobressaiu e afirmou que investir em salários de jogadores não garante resultado:

  • Primeiramente agradecer à torcida que fez uma festa bacana. Agradecer a Deus, à minha família e a esse grupo, esse clube maravilhoso. Falei na coletiva que futebol se ganha 11 contra 11 e não quem investiu mais e salários de jogadores. E hoje a gente deixou bem claro.
    Na zona mista na saída do Maracanã, Luciano voltou a falar sobre o assunto:
  • Falaram que o Fluminense era o patinho feio do campeonato, falei que não. Campeonato é 11 contra 11 dentro de campo. Não tem nada de extracampo. E que eu deixaria para falar depois que jogássemos contra essa equipe. E jogamos e vou deixar para vocês falarem.

São Paulo demite Jardine e contrata Cuca como novo treinador.

São Paulo demite Jardine e contrata Cuca como novo treinador.

São Paulo anuncia acordo com Cuca e Vagner Mancini de interino; Jardine seguirá em outro cargo
Novo treinador deve assumir o clube em dois meses; por enquanto, coordenador técnico comanda a equipe no Campeonato Paulista

A diretoria do São Paulo anunciou nesta quinta-feira o afastamento de André Jardine do cargo de técnico profissional do clube. Junto com isso, o Tricolor confirmou acerto com Cuca, que assumirá o comando do time daqui a dois meses por recomendação médica.

Assim, o coordenador técnico Vagner Mancini terá a missão de treinar o time interinamente até que Cuca seja liberado pelos médicos para voltar à beira do gramado. O treinador se consultou com o cardiologista Constantino Constantini e vai seguir a recomendação de continuar fora de combate.

– Nessa mudança de rumo, conversamos bastante sobre os nomes para substituir o Jardine e foi unânime que o melhor nome é do Cuca. Ele vai ser o novo treinador do São Paulo. Conversamos com ele. Ele está com problema médico, que deve se resolver num período breve, alguns meses. Por isso, não poderá assumir agora. Quem será o treinador do São Paulo no futuro é o Cuca – disse Raí, diretor-executivo do São Paulo.

– Nessa conversa com Cuca, ele sugeriu o coordenador técnico Mancini. Desde o início não pensava e não queria ser o treinador do São Paulo, mas devido às circunstâncias, Cuca sugeriu: “Por que não Mancini ficar nesse período”? Enquanto ele não estiver apto 100%, ele mesmo sugeriu o Mancini. Como pedido do Cuca e nosso da direção, o Mancini se dispôs a cobrir esse período e depois volta a ser coordenador de futebol – completou Raí.

Cuca deixou o Santos depois do Campeonato Brasileiro para fazer uma cirurgia no coração e desde então está sem trabalhar para cuidar da saúde. De acordo com o presidente Carlos Augusto de Barros e Silva, o Leco, o prazo dado por Cuca para iniciar o trabalho é 15 de abril.

Ele estabeleceu o prazo de 15 de abril para se efetivar, perto da final do Paulista. Por indicação dele, Mancini será o responsável pela condução técnica do São Paulo, como seu principal elemento. Sem prejuízo da presença efetiva e constante. Ele será visto aqui nesses próximos dias por todos nós. Pode ter sido precipitada diante do ângulo do fato, mas não imaginávamos que fosse. Hoje temos humildade de reconhecer que não deu certo. Responsabilidade de assumir, rever e restabelecer a condição do São Paulo – falou Leco.

O retorno de Cuca ao São Paulo, clube que comandou em 2004 por 51 jogos, foi consumado após a eliminação precoce do time na Libertadores, fato que abreviou a passagem de André Jardine.

Efetivado no cargo depois da demissão de Diego Aguirre, na reta final do Campeonato Brasileiro do ano passado, Jardine aceitou ser afastado do cargo de técnico profissional e vai seguir no clube em outra função, a ser definida quando ele retornar após alguns dias de descanso.

– Conversei com ele hoje e ontem. Essa crença é tamanha no trabalho dele, no potencial e talento dele, em tudo que fez e vai fazer, o Jardine vai continuar ligado ao clube. Continua sendo um profissional do São Paulo. Claro que vamos dar um tempo a ele para aliviar a cabeça, dar uma tranquilizada com alguns dias de descanso. Trabalhou bastante no fim do ano passado e nesse ano. Passando esse período, em conversas com Jardine vamos definir em qual situação se sinta bem e seja bom para o clube também – falou Raí.

Seu retrospecto como treinador do time principal foi ruim. Em 15 partidas sob o comando de Jardine, que fez sucesso na base do Tricolor, o São Paulo teve apenas quatro vitórias, além de três empates e oito derrotas (33,3% de aproveitamento).

O São Paulo volta a campo neste domingo, às 19h, contra o Corinthians, pela sétima rodada da fase de classificação do Campeonato Paulista. O time lidera o Grupo D, com nove pontos.

VASCO É MAIS UM CLUBE CARIOCA COM SEU CT INTERDITADO CONFIRA

VASCO É MAIS UM CLUBE CARIOCA COM SEU CT INTERDITADO CONFIRA

CT do Vasco é interditado, e clube transfere treinamento do time para São Januário

A instalação, que é alugada pelo clube, só poderá ser utilizada com o alvará de funcionamento

O centro de treinamento onde o time profissional do Vasco treina foi interditado pelas autoridades nesta quinta-feira. Com isso, o treino do time profissional foi transferido para São Januário.

A ação faz parte das vistorias que vem sendo realizadas nas estruturas utilizadas pelos clubes, em todo Brasil, desde o incêndio do Ninho do Urubu, na semana passada. A instalação, em Vargem Grande, só poderá ser utilizada com o alvará de funcionamento.

O espaço é alugado pelo Vasco desde o ano passado, utilizado apenas pelo time profissional. O clube assinou, também em 2018, contrato de três anos de utilização do espaço. O local, que tem como proprietários o atacante Vagner Love e o empresário Evandro Ferreira, pai do volante Evander, que já defendeu o clube.

No começo da semana, a Secretaria Municipal de Urbanismo do Rio de Janeiro já tinha realizado vistorias nos centros de treinamento do clube. Nela, os técnicos constataram obras não licenciadas em andamento.

O CT conta com dois campos de medidas oficiais, vestiários, uma piscina, uma arquibancada para 800 lugares, uma caixa de areia e academia adaptada com os aparelhos do Centro Avançado de Prevenção, Reabilitação e Rendimento Esportivo do Vasco (Caprres). O local não tem alojamento.

Em nota, o Vasco comentou a situação e disse que entende que e a Coordenadoria de Licenciamento e Fiscalização da Prefeitura deveria conceder um prazo mínimo para que houvesse adequação às demandas do órgão, sem a necessidade de impedimento de uso do local.

A nota completa do Vasco:

O Club de Regatas Vasco da Gama recebeu nesta quinta-feira (14/02) edital da 5ª Gerência Regional de Licenciamento e Fiscalização da Prefeitura do Rio ordenando a interdição imediata da atividade exercida no Centro de Treinamento das Vargens. O Clube entende que a Coordenadoria de Licenciamento e Fiscalização da Prefeitura deveria conceder um prazo mínimo para que houvesse adequação às demandas do órgão, sem a necessidade de impedimento de uso do local. O Vasco da Gama reitera ainda que o CT das Vargens é usado apenas como local de treinamento e não possui alojamentos. O Clube acata a decisão da Prefeitura e se prontifica a atender às adequações necessárias para a reabertura do Centro de Treinamento no menor tempo possível.

VAI E VEM 2019 GRÊMIO ACERTA SAÍDA DE JAEL PARA O FUTEBOL JAPONÊS

VAI E VEM 2019 GRÊMIO ACERTA SAÍDA DE JAEL PARA O FUTEBOL JAPONÊS

Após contratação de Tardelli, Grêmio define saída de Jael ao FC Tokyo.

Centroavante publica mensagem em tom de despedida do clube gaúcho: “Só tenho a agradecer”

Jael está de saída do Grêmio. Após a contratação de Diego Tardelli, nesta terça-feira, o Grêmio acertou a saída do Cruel para o FC Tokyo, do Japão. Uma negociação estava justamente vinculada a outra.

Até então titular do ataque gremista, Jael publicou mensagem nas redes sociais em tom de agradecimento nesta quarta-feira. O centroavante ainda se apresentar ao CT Luiz Carvalho para se despedir dos colegas e assinar rescisão. Somente então a transferência será tratada de forma oficial.

– Não tenho palavras para agradecer todos vocês por todo carinho e respeito demonstrado por mim nas últimas horas – publicou no Instagram.

Diretor de futebol do Grêmio, Alberto Guerra também se despediu do atacante. Pelo Twitter, desejou sucesso a Jael no novo clube.

– Um dos melhores profissionais com quem trabalhei e muito identificado com todos os profissionais de dentro do clube. Foi muito importante nesse período aqui conosco. Sucesso nessa nova empreitada que você merece – publicou Guerra.

Jael viu a concorrência aumentar em 2019. Além da contratação de Tardelli, Felipe Vizeu chegou para esta temporada, enquanto André se manteve no clube.

No fim de 2018, Jael tinha renovado por mais dois anos com o clube gaúcho. Contratado no início de 2017, tem títulos da Libertadores, Recopa, Gauchão e Recopa Gaúcha pelo Tricolor.

Na vitória sobre o Avenida por 6 a 0, Jael passou em branco, mas fez passe para Everton marcar o segundo gol da partida, ainda no primeiro tempo. Em 2019, o camisa 9 somou dois gols e duas assistências.

O FC Tokyo tem dois brasileiros em seu elenco: os atacantes Diego Oliveira e Arthur Silva. O clube disputa a J-League, primeira divisão do país, que inicia no fim de fevereiro. Desde o fim do ano passado já faz investidas na busca pelo centroavante.

Fortaleza acerta a contratação de Osvaldo ex São Paulo.

Fortaleza acerta a contratação de Osvaldo ex São Paulo.

Atacante Osvaldo acerta com o Fortaleza, e Pedro Júnior será cedido ao Buriram United.

Jogador já estava apalavrado com o Tricolor e dependia apenas da liberação do Buriram United, atual clube dele

O atacante Osvaldo acertou o retorno para o Fortaleza em 2019. O jogador já estava apalavrado com o clube e dependia apenas da liberação do Buriram United, atual clube dele, o que já ocorreu. Osvaldo vem para o Pici, e o atacante Pedro Júnior será cedido ao Buriram United.

Osvaldo é jogador formado nas categorias de base do Fortaleza e atuou na equipe profissional do Tricolor do Pici entre 2006 e 2008. Chegou a jogar pelo rival leonino, o Ceará, em 2011, quando disputou a Série A do Campeonato Brasileiro. Teve passagens ainda por São Paulo, Fluminense, Sport e Seleção Brasileira.

No retorno ao Fortaleza, em 2018, Osvaldo marcou dois gols. Um contra o Ferroviário, ainda pelo Campeonato Cearense, e outro diante do CRB, pela Série B do Campeonato Brasileiro. O atacante foi anunciado em 19 de fevereiro e permaneceu no clube durante três meses, antes de ir jogar no futebol tailandês.

Sobre Pedro Júnior

O Fortaleza anunciou a contratação do atacante Pedro Júnior, de 31 anos, no final de 2018. O atleta estava atuando no futebol chinês e foi destaque do Kashima Antlers na temporada 2017/2018. Pedro Júnior foi emprestado ao Wuhan Zall, onde marcou seis gols em seis jogos na temporada.

Pedro Júnior também atuou no Cruzeiro, São Caetano, Sport, teve mais duas passagens pelo Vila Nova, mas marcou época mesmo no futebol japonês.

SÃO PAULO EMPATA COM O TALLERES E ESTÁ FORA DA LIBERTADORES 2019

SÃO PAULO EMPATA COM O TALLERES E ESTÁ FORA DA LIBERTADORES 2019

Com um elenco maior que Seu Treinador André Jardine, o Tricolor paulista Pipocou mais uma vez e agora dentro de casa ,

Diante da Sua torcida no Morumbi empata com o Talleres da Argentina em 0 A 0 e da adeus a libertadores em 2019.

Jogador por jogador vamos mostrar como se construiu mais um fracasso Brasileiro na fase pré Libertadores se juntando ao Corinthians e Chapecoense nesse quesito.

Mas antes veja como foi a partida.

São Paulo só empata com o Talleres e está eliminado da Libertadores
Tricolor joga muito mal novamente e não consegue devolver a derrota por 2 a 0 sofrida na Argentina. Crise deve culminar na saída do técnico André Jardine

O São Paulo está eliminado da Copa Libertadores de 2019. Depois de perder por 2 a 0 na Argentina, o Tricolor voltou a jogar mal e não passou de um empate sem gols com o Talleres, nesta quarta-feira, no Morumbi. A eliminação logo no primeiro mata-mata do torneio, o principal foco do clube na temporada, deixa o técnico André Jardine bastante ameaçado no cargo. A tendência é de que ele seja demitido nos próximos dias. Mergulhada na crise, a equipe faz o clássico contra o Corinthians, domingo, em Itaquera, pelo Paulistão

O TRICOLOR novamente decepcionou em seu rendimento. O time correu bastante, mas outra vez jogou muito mal. A desorganização assustou, principalmente na criação. As promessas de André Jardine para um futebol moderno, de marcação ofensiva e muita intensidade, não foram vistos. Hernanes, como segundo volante, não funcionou. Apenas Helinho teve algum destaque e, mesmo assim, foi substituído no segundo tempo.

O São Paulo mostrou muita vontade no início do jogo, mas demorou a assustar o Talleres. Mesmo com Hernanes mais recuado, teoricamente para dar qualidade à saída de bola, o Tricolor exagerou nas ligações diretas para o ataque. Quando tentou tocar, o time repetiu a lentidão dos últimos jogos, não teve aproximação e facilitou a marcação, principalmente sobre o Profeta. Sem qualquer organização, a equipe de Jardine se dividiu entre atacantes e defensores, como se o meio de campo não existisse. Na única chance, Diego Souza apareceu livre na área após cruzamento de Helinho e cabeceou para fora.

O tricolor teve uma sutil melhora no retorno do intervalo. Nada, porém, que animasse a torcida. Ao contrário, com o passar do tempo, as vaias e os pedidos por Muricy Ramalho reapareceram. Jardine colaborou ao tirar Helinho, o “menos pior” do ataque. Nenê entrou na vaga, mas em nada melhorou o desempenho do time. Para piorar, Everton foi expulso ao acertar uma solada no rosto de Enzo Díaz. Os minutos finais foram de desespero total. Nenê chegou a marcar aos 38, mas o árbitro anulou acertadamente ao marcar impedimento.

JOGADOR POR JOGADOR VAMOS MOSTRAR ONDE O TRICOLOR FRACASSOU NESSA LIBERTADORES.

TIAGO VOLPI

Mais um goleiro abaixo do que o Clube merece falhou na primeira partida e no segundo jogo não trabalhou

BRUNO PERES

Lateral direito fraco não vai a linha de fundo quando vai cruza errado não deveria de sido contratado.

ARBOLEDA

O melhor da zaga nas partidas que disputou hoje mostrou segurança

BRUNO ALVES

Não passou muita confiança falhou em vários lances .

REINALDO

Preferiu mais Bater do que jogar futebol , até seus laterais para a área não deu resultado merecia ser expulso.

WILLIAN FARIAS

Pelo seu setor foi uma avenida se pega se um Cruzeiro ou Palmeiras seria a mangaba do jogo.

HERNANES

Errou tudo que tentou, Não mostrou ainda no time qual seu real estado hoje de jogador , Foi engolido pelo meio campo argentino , parece está em fim de carreira.

EVERTON

Desde que chegou ao tricolor mostrou que só saiu do Flamengo por causa do seu empresário. Tirando uma lesão aqui , outra ali a expulsão do jogo de hoje expos claramente.

Que se arrependeu de ter saido do time carioca.

DIEGO SOUZA

O Banco de reserva será seu amigo em 2019 , Não fez nada além de chegar atrasado ou perder gols feitos , mais uma vez quando precisou dele .

Ele se escondeu e ainda perdeu dois gols que poderia pelo menos levar a equipe para a disputa de pênaltis.

HELINHO

Único lúcido da equipe lutou , tentou , se esforçou e como prêmio foi substiuido para assim eliminar a única peça que poderia fazer alguma coisa na partida.

PABLO

Está no lugar certo, Sonolento, perdido, isolado e com toda certeza do mundo não era jogador para o futebol do Flamengo.

Dinheiro jogado fora , Passou o jogo todo apanhando da bola.

RESERVAS.

ANTONY E ARARUNA

Entraram na partida para cumprir tabela.

NENÊ

Outro em processo de aposentadoria , tentou jogar sozinho , a única coisa que conseguiu foi fazer uma falta no meio campo e mais nada.

O TREINADOR ANDRÉ JARDINE

Responsável pela Vigésima eliminação em mata mata e fez de tudo para ser eliminado da competição , montou equipe de forma errada, suas substituições forão para jogar pra galera .

Além de ser eliminado da libertadores está fora da sul americana , resta apenas o Brasileirão , Copa do Brasil e o estadual para não fazer mais vergonha do que ja fez.

COPA DO BRASIL BOTAFOGO 2 A 0 NO CAMPINENSE VEJA COMO FOI

COPA DO BRASIL BOTAFOGO 2 A 0 NO CAMPINENSE VEJA COMO FOI

Mais fácil que tirar doce de criança na porta da padaria o Botafogo não teve pena e está na próxima fase da Copa do Brasil diante do Campinense.

Com um gol em cada tempo, Glorioso constrói bom resultado fora de casa e se classifica. Eliminado precocemente na edição do ano passado, Alvinegro não correu muito perigo

Botafogo bate o Campinense com golaço de Alex Santana e encara o Cuiabá na segunda fase da Copa do Brasil

Alvinegro joga bem em Campina Grande e vence por 2 a 0 sem sustos.

Em 2018, a trajetória do Botafogo na Copa do Brasil foi curta: eliminação na primeira fase diante da Aparecidense. Um ano depois, o Alvinegro não deu chance para a zebra. Nesta quarta-feira, a equipe de Zé Ricardo jogou bem e bateu a Campinense por 2 a 0 no Amigão, em Campina Grande. Rodrigo Pimpão e Alex Santana marcaram os gols da vitória

Foi uma atuação segura do Botafogo. O primeiro tempo até foi equilibrado, com o time carioca repetindo as dificuldades na criação e o Campinense desperdiçando contra-ataques com erros de passe e finalização.

Mas depois que Pimpão abriu o placar de cabeça após cobrança de escanteio, o jogo clareou para o Alvinegro e os espaços surgiram. No segundo tempo, a equipe de Zé Ricardo controlou o jogo e poderia ter conseguido até um placar mais elástico. Alex Santana marcou um golaço em chute de fora da área para fechar o placar e garantir a vaga. Já são três vitórias seguidas sem sofrer gol.

O Botafogo encara o Cuiabá na segunda fase da Copa do Brasil. Jogo único no Nilton Santos (mando foi definido por sorteio). Não há vantagem do empate. Em caso de igualdade no placar, vaga será decidida nos pênaltis.

Eliminado ainda na primeira fase da Copa do Brasil do ano passado, o Botafogo exorcizou o fantasma que o assombrava e avançou no torneio. O Glorioso superou o Campinense, por 2 a 0, na noite desta quarta-feira, em Campina Grande, na Paraíba, e garantiu classificação para a segunda fase, na qual vai enfrentar o Cuiabá.

O Alvinegro não teve uma grande atuação, mas fez o suficiente para construir uma vitória tranquila. Para alívio de seus torcedores, desta vez não houve sustos, acabando com a possibilidade de uma nova zebra. Pimpão e Alex Santana fizeram os gols da partida, um em cada tempo.

Pimpão abre o placar
Pouco inspirado, o Botafogo abriu o placar aos 32 minutos do primeiro tempo após uma cobrança de escanteio de Luiz Fernando. Gabriel cabeceou para o meio da área e encontrou Pimpão, que mergulhou em direção à bola e superou o goleiro Wagner Coradin. O Campinense quase empatou no fim da primeira etapa. Gatito defendeu um chute de João Paulo e, na sobra, o lateral Jonathan salvou a pátria alvinegra ao se jogar na frente da bola que iria para o gol.

Golaço de Alex Santana
O Botafogo ampliou a vantagem aos oito minutos do segundo tempo. Erik, sempre ele, fez uma boa jogada individual e tocou para Alex Santana. A bola subiu, e o camisa 8 “pegou na veia”: uma bomba que morreu no ângulo direito do goleiro. Foi o primeiro gol dele com a camisa alvinegra. Mais à vontade, o time carioca passou a tocar a bola, esperando o Campinense, já desesperado, abrir espaços, cedendo contra-ataques.

Ritmo de treino no fim
Com o jogo resolvido, o Botafogo cozinhou o jogo até o apito final. O Alvinegro até levou perigo em finalizações de Erik e Luiz Fernando, mas não teve sucesso para ampliar ainda mais. Desanimado, o Campinense criou pouco e sentiu o desgaste físico no segundo tempo. Gatito foi pouco acionado, e a zaga alvinegra controlou as ações sempre que preciso.

Criação precisa melhorar
Apesar da vitória, o Botafogo teve um primeiro tempo ruim e dificuldades para criar jogadas de perigo. Kieza está em má fase e não consegue chamar o jogo, tampouco fazer o seu papel de goleador. O camisa 9, inclusive, desperdiçou boa chance na primeira etapa. A equipe depende, muitas vezes, de jogadas individuais e da bola parada para assustar. Ainda é pouco.

FICHA TÉCNICA:
CAMPINENSE 0 X 2 BOTAFOGO

Estádio: Amigão, em Campina Grande (PB)
Data-hora: 6/2/2019, às 21h30 (de Brasília)
Árbitro: Rodrigo D’alonso Ferreira (SC). Nota L!: 6,0.
Assistentes: Alex dos Santos e Henrique Neu Ribeiro (ambos de SC)
Cartões amarelos: Lopeu, Henrique Mattos, João Vitor (CAM); Marcinho, Carli, Jean, Alan Santos (BOT)

Gols: Pimpão, 32’/1°T (0-1); Alex Santana, 8’/2°T (2-0)

CAMPINENSE: Wagner Coradin; Neilson, Henrique Mattos, Richardson e João Victor; Cléber, Romeu (João Vitor, 9’/2°T), Gustavo (Dênis, 9’/2°T) e João Paulo; Warlei e Lopeu (Cleiton, 15’/2°T). Técnico: Francisco Diá.

BOTAFOGO: Gatito; Marcinho, Carli, Gabriel e Jonathan; Jean (Alan Santos, 33’/2°T), Alex Santana e Luiz Fernando; Erik, Pimpão (Leandro Carvalho, 29’/2°T) e Kieza (João Paulo, 22’/2°T). Técnico: Zé Ricardo.

VASCO PASSA FÁCIL PELO RESENDE POR 3 A 0 CONFIRA COMO FOI

VASCO PASSA FÁCIL PELO RESENDE POR 3 A 0 CONFIRA COMO FOI

Chuva só de gols: Vasco passa fácil pelo Resende e garante vaga da decisão da Guanabara.

Alerta de tempestade no Rio não se confirma, e equipe de Alberto Valentim domina adversário no Maracanã e cria resultado com gols de Lucas Mineiro, Marrony e Lucão (contra)

COMO FOI O JOGO
A prometida chuva forte no Rio de Janeiro, que limitou o número de torcedores no Maracanã, não apareceu. Na noite desta quarta-feira, quem marcou presença foi o Vasco de Alberto Valentim. Com gols de Lucas Mineiro, Marrony e Lucão (contra), o Gigante fez 3 a 0, despachou a zebra, eliminou o Resende e, com atuação sólida, carimbou a vaga na decisão da Taça Guanabara.
É FLA OU FLU!
Garantido na decisão, o Vasco aguarda de camarote pelo adversário. A definição sai nesta quinta-feira: Flamengo e Fluminense se enfrentam no Maracanã, às 20h30 (de Brasília) – o Rubro-Negro tem a vantagem do empate.

OS 90 MINUTOS
Só deu Vasco no Maracanã! O time de Valentim demorou a engrenar, mas não deu espaços ao Resende. Foi acordar com o gol de cabeça de Lucas Mineiro na metade da primeira etapa. E, a partir daí, controlou o jogo. Com mais presença no campo de ataque, apostou mais uma vez na bola pelo alto para ampliar: Pikachu tocou de cabeça e viu Lucão marcar contra na tentativa de evitar o gol.

O Resende voltou na mesma marcha. Melhor para o Vasco, que teve Fernando Miguel como mero espectador em campo. E ainda sobrou tempo para Marrony, artilheiro da equipe na temporada, marcar o quarto dele em 2019, terceiro do Gigante no jogo: Ranule deu bobeira, perdeu para o garoto na grande, que não perdoou: 100% de aproveitamento no Carioca, festa, vaga e expectativa em alta para o torcedor.