Rodrigo Santana diz : Favoritismo sim, mas ‘oba-oba’ não temos.

Antes do treino Atlético-MG começar nesta sexta-feira, o técnico Rodrigo Santana esbanjou felicidade na coletiva de imprensa. Entrou na sala, cumprimentou todos os jornalistas e profissionais presentes e declarou viver um “momento fantástico”. Para dar continuidade a ele, terá de vencer o CSA, em casa, no domingo, em jogo que qualquer resultado fora os três pontos, é negativo.

Rodrigo Santana admite favoritismo do Galo, mas faz alerta com retranca do CSA — Foto: Bruno Cantini/ Atlético-MG

Rodrigo Santana admite favoritismo do Galo, mas faz alerta com retranca do CSA — Foto: Bruno Cantini/ Atlético-MG

O próprio treinador do Galo admitiu que o clube entra em campo com mais responsabilidade de vitória no Independência, pela sétima rodada do Brasileirão 2019. Com 12 pontos disputados, o Alvinegro pode terminar esta rodada na liderança da competição, uma vez que o Palmeiras voltou a ter 13, tendo três pontos da vitória diante do Botafogo sacados pelo STJD. A partida foi suspensa pela CBF.

“Favoritismo sim, mas ‘oba-oba’ não temos. CSA é adversário duro, empatou com Palmeiras e Santos. Sabemos da proposta deles fora de casa.”

– Temos que buscar nosso resultado, sim. Mas jogo fácil, goleada, não vamos ter. E nem vamos entrar com salto alto, não. Vamos entrar bem, feliz de a tabela poder ajudar, mas temos que fazer nosso dever de casa aqui. Um jogo sério, perigoso.

O Galo precisa se recuperar da derrota perante o Grêmio na última rodada, em Porto Alegre. Depois do CSA, será a vez de encarar o Santos em partida decisiva pelas oitavas da Copa do Brasil, no Pacaembu, em 6 de junho, numa quinta-feira. Terá o Santos novamente no calendário, pelo Brasileirão, outra vez fora de casa (Vila Belmiro). Depois fecha, antes da parada da Copa América, com o São Paulo em casa.

Até lá, a expectativa é que Rodrigo Santana siga no comando técnico do Atlético, ainda de maneira interina. Na coletiva de imprensa na Cidade do Galo, as palavras do treinador foram acompanhadas pelo diretor de futebol Rui Costa e o gerente Marques. Ser efetivado, por enquanto, não é um assunto que preocupa Santana.

“Eu estou feliz por estar trabalhando. A harmonia está muito legal. Isso (ser efetivado) compete à diretoria. Quero seguir fazendo meu melhor com alegria e ajudar o Atlético da forma necessária.”

Por: Frederico Ribeiro e Rafael Araújo 

Um comentário em “Rodrigo Santana diz : Favoritismo sim, mas ‘oba-oba’ não temos.

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.