Santos Anuncia sua Barca para tentar contratar dois reforços .

Confira quem saiu e quem está saindo do Santos que Anunciou sua Barca para tentar contratar dois reforços .

O empréstimo do zagueiro Cléber Reis ao Oeste fez a lista de negociáveis do Santos diminuir ainda mais. Os atletas que não estão nos planos no técnico Jorge Sampaoli – alguns deles treinam em horários opostos ao elenco principal – aos poucos vão encontrando novos clubes para o restante da temporada.

A saída de Cleber foi a quarta confirmada – a venda repentina de Jean Lucas para o Lyon, da França, não entra nessa relação, já que o atleta era peça importante da equipe.

Agora, o elenco do Santos tem ao menos mais cinco atletas negociáveis: Bryan Ruiz, Guilherme Nunes, Felippe Cardoso, Fabián Noguera e Vecchio.
Bryan Ruiz
Treinou separado do restante do elenco durante quase toda a temporada. O costarriquenho foi reintegrado pouco antes da pausa do Brasileirão e está com sua seleção na disputa da Copa Ouro.

Mesmo assim, o meio-campista segue fora dos planos de Jorge Sampaoli. O Santos espera um bom desempenho do meia no torneio de seleções para que cheguem boas propostas.
Guilherme Nunes
O jovem, de 20 anos, foi destaque do Santos na Copa São Paulo de 2018 e, por isso, foi promovido à época pelo então técnico Jair Ventura.
O volante, porém, mesmo tendo renovado contrato por mais cinco anos, não ganhou sequência na equipe principal e atualmente treina separado do elenco. Ele tem jogado o Brasileirão de Aspirantes pelo time sub-20.

Guilherme Nunes já despertou interesse de algumas equipes, mas o Peixe dificultou a saída por não querer pagar a maior parte dos salários do volante.
Felippe Cardoso
É quem tem a situação mais complicada. Contratado no ano passado da Ponte Preta, o atacante perdeu espaço no time de Sampaoli e foi “rebaixado” para disputar o Brasileirão de Aspirantes. O atleta se recusou a jogar pelo sub-20 do Peixe e foi afastado pela comissão técnica.

Com o mal-estar criado, Felippe Cardoso deve ser negociado na janela de transferências. Ele despertou o interesse do América-MG, mas o futuro segue indefinido. Na última segunda-feira, o atacante postou um desabafo em suas redes sociais:

– Meu empresário está avaliando algumas sondagens que recebi no começo do ano e recusei para jogar no Santos. Infelizmente não consegui agradar o técnico Jorge Sampaoli. Acontece (…) Me desculpe se não consegui desenvolver um bom futebol – diz um trecho da publicação do atacante.
Fabián Noguera e Vecchio
A dupla deveria retornar de empréstimo na última segunda-feira, mas não se reapresentou no CT Rei Pelé. O Santos não se posicionou sobre a situação dos argentinos, mas, fora dos planos, eles devem ser negociados novamente.
Além de Cleber, quem já saiu?
Arthur Gomes
Foi o primeiro atleta que deixou o Santos por não estar nos planos de Sampaoli. No inicio da temporada, o jogador chegou a atuar em três partidas do Campeonato Paulista – contra Ferroviária, Bragantino e Ituano –, mas não foi titular em nenhuma e amargou a reserva em seguida.

No início de maio, Arthur Gomes foi emprestado à Chapecoense até o fim da temporada. No clube catarinense, o atacante atuou na últimas seis partidas do Brasileirão, sendo titular em três, mas ainda não marcou nenhum gol.
Yuri Lima
Uma semana depois do empréstimo de Arthur Gomes, o Santos anunciou que era a vez do volante Yuri Lima aproveitar seu futebol em outro lugar. Sem espaço, o atleta foi pedido pelo técnico Fernando Diniz, do Fluminense, com quem já havia trabalhado no Audax, em 2016.

O time carioca, então, iniciou as negociações com o Peixe e fechou o empréstimo de Yuri até o fim da temporada. Por lá, o volante atuou em quatro jogos e foi titular nos últimos dois.
Copete
Outro jogador que teve oportunidades no início do ano e perdeu espaço foi Copete. Depois de atuar improvisado na lateral esquerda nas primeiras rodadas do Paulistão, o colombiano passou a nem mesmo ser relacionado com as chegadas de Jorge e Felipe Jonatan e por conta do limite de cinco estrangeiros por partida.

Por isso, o Santos emprestou Copete ao Pachuca, do México, por um ano. Como a temporada por lá segue o padrão europeu e começa na metade do ano, o colombiano fará pré-temporada com o grupo e só retorna ao Peixe na metade de 2020.
O Santos volta a atuar no Brasileirão, única competição restante em 2019, no dia 13 de julho, às 19h, quando enfrenta o Bahia na Arena Fonte Nova, pela décima rodada.

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.